Artes Visuais

Ex Africa - CCBB SP

Após receber a exposição sobre o trabalho do renomado artista Jean Michel Basquiat, o Centro cultural Banco do Brasil em São Paulo está em cartaz com a exposição “Ex Africa” desde o dia 28/4. A mostra ficará disponível até o dia 16/7 de 2018. A entrada é franca e visitas agendadas também estão disponíveis. Sobre a mostra: “Exposição que traz ao CCBB pela primeira vez um grande e essencial panorama

Preta Ilustra

Aqui no Las Pretas nosso objetivo é dar visibilidade para artistas negros de todas as áreas, nesse processo, que podemos chamar de curadoria, conhecemos pessoas incríveis para além dos seus trabalhos. Pensando nisso decidimos abrir espaço para entrevistar essas pessoas, nos aproximar mais e contar essas histórias pra vocês. Nossa primeira conversa foi com a Vanessa Ferreira, conhecida como Preta Ilustra no Instagram e Facebook. Desenhista e publicitária da zona

Afrofuturismo nas Artes Visuais

As artes visuais são uma categoria onde o afrofuturismo ainda tem poucos artistas representantes, mas é possível encontrar trabalhos que são muito importantes para o afrofuturismo nas artes visuais. Artistas que usam a imaginação na busca de pensar identidades para o povo negro, sempre olhando para o passado e o presente, imaginando futuros possíveis e melhores. Laolu Senbanjo Laolu é artista visual e performer, cantor, compositor e músico se considera

Nicholle Kobi Brasil

Nicholle Kobi é uma artista francesa conhecida por suas ilustrações que retratam mulheres negras parisienses sofisticadas e contemporâneas, aproveitando a vida da melhor maneira possível. A artista é muito conhecida nos países africanos, mas infelizmente não recebe esse mesmo destaque em seu país de origem. Ela ilustra mulheres negras elegantes, ricas e cheias de atitude, imagem comumente associada às mulheres francesas brancas, mas que causam estranheza em quem é de

Wafrica kimono

O que acontece quando você mistura elementos de duas culturas milenares do jeito certo? O resultado é o Wafrica. Criado pelo camaronês Serge Mouangue e produzido em Kyoto em parceria com a Kururi, loja especializada em kimonos, o Wafrica une elementos das duas culturas de forma única, usando os tecidos e grafismos africanos com a modelagem dos tradicionais kimonos japoneses. Nascido na cidade de Yaounde, Camarões e criado na França, Serge Mouangue estudou Arte

Diogo Nogue

O artista Diogo Nogue apresenta as suas pinturas e desenhos no Parque Raul Seixas, a abertura da exposição acontece no dia 7 de outubro às 12h. Ao meio-dia Diogo vai participar de uma mesa de conversa falando da sua produção e percurso. O artista apresenta sua pesquisa “De onde os medos crescem”, uma série de pinturas inspiradas em um conto e histórias de família e seus novos trabalhos. Diogo Nogue é formado em

Everyday Africa

Quando as pessoas pensam no continente africano a maioria das referências são de pobreza e exclusão, ou de animais exóticos e tribos. Mas o continente é muito mais do que isso e grande parte dessas referências são resquícios da visão da colonização europeia nessa região, que enxerga os habitantes como selvagens, pobres e menos evoluídos. Porém existe um perfil no Instagram chamado “Everyday Africa” que retrata o cotidiano dessas pessoas

Jurell Cayetano e as suas pinturas pós-impressionistas

Jurell Cayetano é um artista conhecido por suas pinturas pós-impressionistas que retratam pessoas negras em seu cotidiano. Usando guache e lápis de cor, Cayetano retrata o dia a dia de figuras de pele negra, são homens e mulheres nas mais diferentes situações: bebendo uma cerveja, no cabeleireiro, tocando violão ou posando displicentemente para o artista. O seu trabalho tem toques de pós-impressionismo e pode ser comparado com pintores como Paul Cézanne.

Calendário Pirelli 2018

O Calendário Pirelli ficou conhecido em mais de cinquenta anos de existência por trazer modelos nuas ou semi nuas em seu conteúdo, fotografadas por grandes nomes do meio. Porém em suas edições mais recentes ele vem quebrando alguns tabus e inovando. Na edição de 2016 ele trouxe mulheres notáveis como Patti Smith, Serena Williams e Yoko Ono. Em 2017 foi a vez de trazer as mulheres sem retoques de imagem

Awol Erizku

Awol Erizku tem 28 anos, nasceu na Etiópia e atualmente mora em Nova Iorque. O fotógrafo fez uma série de retratos que são releituras de famosas obras de arte com modelos negros, apontado a falta de diversidade nas artes clássicas. Esse trabalho é de 2012, e foi exposto em Nova Iorque. Erizku teve suas fotos publicadas pela Vogue e The New Yorker. E além da fotografia trabalha com pintura, música e