Como dizer que você é um babaca: uma comédia romântica incomum

No final de semana eu estava zapeando pela TV quando cai de paraquedas em um filme com um título um tanto quanto curioso: “Como dizer que você é um babaca” (How To Tell You’re A Douchebag no original). Fiquei curiosa com a sinopse e decidi dar uma chance.

Leia a sinopse:

Ray Livingston, um blogueiro de relacionamentos responsável pelo polêmico “Ocasionalmente Saindo com Mulheres Afrodescendentes”, se vê em uma fria quando mexe com a mulher errada.

Com essa descrição não dá pra saber muita coisa sobre o filme e ela não faz jus a história, que é bem mais interessante do que um cara mulherengo que se apaixona por uma mulher que muda  a vida dele. Ray Livingston (Charles Brice) é um blogueiro e escritor freelancer que faz sucesso com o seu blog sobre relacionamentos chamado “Ocasionalmente Saindo com Mulheres Afrodescendentes“. Ele conta as suas desventuras românticas com uma série de mulheres negras e as descreve da maneira mais cafajeste possível, o blog é amado pelos homens e odiado pelas mulheres e Ray tem fama de ser um babaca, o que ele diz que não é sua culpa, porque para ele a cidade de Nova York não é um lugar muito favorável para relacionamentos.

Como dizer que você é um babaca
Ray (Charles Brice) e Rochelle (DeWanda Wise).

Tentando provar a sua teoria, ele aborda uma estranha na rua chamada Rochelle (DeWanda Wise) e a questiona sobre porque as mulheres negras tratam os homens negros tão mal. A partir daí uma série de desentendimentos acontece e como o filme é uma comédia romântica, a treta acaba virando um romance e os dois tem um primeiro encontro bem sucedido. Rochelle até gosta do encontro, mas não fica tão empolgada com o romance quanto Ray e depois de conhecer um dos rolos do cara, ela acaba concluindo que ele realmente é um babaca e termina o relacionamento que nem tinha começado direito.

Ray fica arrasado e a partir daí a história toma outro rumo, se fosse uma comédia romântica normal o nosso protagonista continuaria insistindo até que a garota desse outra chance a ele, mas aqui somos levados a perceber Ray como um cara inseguro, que não sabe a hora de parar quando leva um fora e que trata as outras garotas com quem ele sai como descartáveis. Além do filme mostrar que certos comportamentos que os caras insistem em fazer para tentar “reconquistar” uma garota não são legais, como stalker a garota e aparecer na casa dela sem ser convidado. Frustrado, Ray dá uma última cartada que prova que ele realmente é um babaca que não sabe levar um fora. Depois de aprender a sua lição ele tem que consertar os seus erros e seguir em frente.

Como dizer que você é um babaca é um filme rápido e leve, apesar de ser classificado como uma “comédia romântica” ele tem pouca comédia e muita DR. Ele também foge das tramas convencionais e nos mostra o ponto de vista das mulheres quando você dá um fora em alguém e a falta de noção de alguns caras quando você diz a palavra “Não”. O filme é dirigido por Tahir Jetter e estreou no Festival de Sundance de 2016.

Veja o trailer de Como dizer que você é um babaca:

Tânia Seles

Sou formada em Artes Visuais, apaixonada por arte, música, livros e HQs. Editora dos sites Las Pretas e Sopa Alternativa.