Em Supa Modo protagonista nos ensina a não desistir de nossos sonhos

O filme Supa Modo foi destaque na abertura da 4ª Mostra de Cinemas Africanos em cartaz no Cinesesc em São Paulo.

Na sinopse: Jo é uma garota de nove anos com uma doença terminal, ela sai do hospital para viver seus últimos dias em casa com sua mãe e irmã. Seu único conforto nesse momento é sonhar em ser uma super-heroína. A família de Jo e a comunidade local tentam tornar esse sonho possível.

Leia também:
A Gente Se Vê Ontem: viajando no tempo para mudar o futuro
Nollywood – A indústria de cinema Nigeriano

O longa foi dirigido pelo queniano Likaron Wainaina, inicialmente ele pensava em fazer um filme contando sobre a sua infância e a relação com a sua mãe e irmãos, mas após visitar um hospital em Nairóbi com crianças em estado terminal, ele decidiu contar a história de Jo, a partir do que ele aprendeu da experiência com aquelas crianças.

Supa Modo
Cena do filme Supa Modo. (Imagem: reprodução)

Jo é uma menina sonhadora que adora super-heróis e filmes de ação e mesmo estando muito doente acredita que tem superpoderes, sua mãe e sua irmã se esforçam para tornar os seus últimos dias confortáveis e felizes e todos na comunidade em que vivem se preocupam com a menina.

A protagonista do filme Jo, interpretada por Stycie Waweru, é muito carismática e é impossível não se ligar a personagem e a sua inocência. O diretor do filme conta que após várias audições com centenas de crianças para o papel de Jo, ele teve certeza de que Stycie seria a sua protagonista na primeira vez que a viu, por ela representar todos as características que sua personagem tinha na cabeça do diretor.

Apesar de sua premissa sobre morte em uma fase da vida que deveria ser toda voltada para o futuro e inúmeras possibilidades, como a infância, Supa Modo consegue ser um filme leve e muitas vezes engraçado, graças aos personagens coadjuvantes que roubam a cena no longa. Desde a irmã de Jo que embarca em sua brincadeira de ser super-heroína até o dono do cinema da cidade e os moradores da região.

Supa Modo
Cena do filme Supa Modo. (Imagem: reprodução)

A mãe da protagonista também merece destaque nessa história e na forma como ela percebe o  luto e a morte iminente da filha, o sofrimento é sempre maior para os pais, e ela reluta ao deixar sua filha viver seus últimos dias da maneira que acha melhor, ao mesmo tempo em que superprotege a criança, ela está o tempo todo refletindo sobre aquela criança tão cheia de vida e que realmente parece ter superpoderes.

Supa Modo emociona do começo ao fim e passa uma mensagem de que é possível continuar sonhando e acreditando em nossos super-poderes.

Veja o trailer de Supa Modo:

Tânia Seles

Sou formada em Artes Visuais, apaixonada por arte, música, livros e HQs. Editora dos sites Las Pretas e Sopa Alternativa.