Estética Afrofuturista

Estética afrofuturista

Dentro da estética afrofuturista as características negras do corpo negro são a norma. Nossa estética é reafirmada e vista como beleza. Nossos lábios são destaque, nosso cabelo é coroa, crespo natural, nas tranças, nos dreads ou nagô.

Quando pensamos em futuros possíveis é impossível não refletirmos sobre a estética negra, vista como fora da norma branca europeia, ou quando bem vista taxada de “beleza exótica”. Nesse futuro possível nossa estética é motivo de orgulho, parte central da nossa identidade, livre de rótulos impostos pelo que é considerado regra dentro dos padrões predominantemente eurocêntricos.

A estética afrofuturista mistura elementos high-tech com ancestralidade, da África do passado e do presente para o futuro. Essa vertente contém diversos elementos de contraste trabalha com cores fortes, ao mesmo tempo que abusa do prata e tons o metalizados como referência tecnológica, usa o brilho do ouro em contraste os tons terrosos e chega a simples mistura do preto com o branco.

Estética afrofuturista
Rihanna

As referências usadas são encontradas no misticismo, na cultura dos povos primitivos e mitologia africana. As roupas são alongadas e sobrepostas com várias camadas. Elementos de ficção científica sci-fi e metais. Cabelos descoloridos, maquiagem em tons de azul e roxo.

Um dos expoentes afrofuturista da moda masculina é o nigeriano Walé Oyejide, criador da Label Ikiré Jones, sua coleção é a mistura das cores do continente africano, principalmente Nigéria, seu país de origem com elementos futuristas.

   

Recentemente a cantora Tássia Reis também lançou a grife de roupas Xiu, uma linha de roupas inspirada na estética da própria cantora, na cultura hip hop e periférica, que tem muitos elementos do afrofuturismo no seu estilo, ao mesmo tempo  que é urbano, colorido e confortável.

Nesse contexto movimentos como o Afropunk dos Estados Unidos e o Fashion Rebels da África do Sul dialogam e se inspiram no conceito afrofuturista. O mix de referências dentro dessa estética faz com que as possibilidades do estilo sejam infinitas. Permite a cada um encontrar o que se enquadra mais ao seu gosto e personalidade. O afrofuturismo é uma porta que se abriu quebrando padrões e ressignificando corpos negros e suas especificidades, nos colocando dentro da normalidade. Nos mostra que devemos ter orgulho de como somos e estamos por dentro e por fora para todo mundo.

Confira essa galeria de referências de estética afrofuturista:

Preta, feminista, da quebrada de São Paulo, fotógrafa. Escrevo com luz e me arrisco nas palavras. Nado pra não me afogar. Danço pra não enferrujar.