MC Soffia lança “Vem, vem no batidão”

Na última sexta-feira, 6 de setembro, MC Soffia lançou em todas as plataformas digitais o single “Batidão”. A música, assinada pela rapper, cantora e compositora paulistana de apenas 15 anos, quer romper o senso comum sobre o funk, culturalmente discriminado, considerado, de forma pejorativa, como música de preto, de pobres da periferia.

O som convida o público a escutar as letras com mais respeito, por retratarem a luta e as manifestações de grupos marginalizados pela sociedade, pelo racismo estrutural.  “O funk e o rap ‘é’ coisa de preto. Escute a mensagem com muito respeito. Na periferia, injustiça grita, mas temos cultura e muita alegria”, diz um dos trechos. “Lutamos, lutamos por nossos direitos. O funk e o rap ‘veio’ do gueto. Eu vim aqui para passar a visão. Escute, agora, este pancadão”, continua.

Ouça “Batidão” 


A novidade soma-se às recém apresentadas “Money”, “É o Hype” e “Passinho”, que irão compor o EP “Soffisticada”. O trabalho será lançado em breve, trazendo visibilidade para temas como o empoderamento feminino, autoestima e igualdade racial.

Leia também:
Teyana Taylor volta para os anos 1990 em “How You Want It?”
Jidenna está de volta com novos singles e novo álbum

MC Soffia é uma referência para outras garotas negras, empoderamento feminino, autoestima e igualdade racial são alguns dos temas do seu repertório.

“Não criminalize a cultura do funk. Não chame de crime o nosso coração. A periferia é maioria. Tenha mais respeito com o pancadão.” MC Soffia, na música “Batidão”.

EP “Soffisticada”
O EP “Soffisticada” terá cinco músicas inéditas, das quais, MC Soffia assina a letra e a música, sendo uma delas em parceria com o produtor Lucas Spike (Recayd Mob). Produzido de forma independente, o trabalho foi gravado, mixado e masterizado no Estúdio El Rocha – dos irmãos Daniel Ganjaman, Fernando Sanches e Maurício Takara –, considerado um dos responsáveis pelos melhores álbuns da cena independente brasileira nos últimos anos. A foto de capa tem assinatura do Brechó Replay e do fotógrafo Alexandre Furcolin. A distribuição digital de “Soffisticada” está a cargo da Ditto Music. Segundo a mãe e empresária, Kamilah Pimentel, no novo trabalho, a filha continua falando de questões raciais e sociais, com músicas dançantes e curtas, para atingir o público jovem.

Sobre a MC Soffia

Soffia Gomes da Rocha Gregório Correia, mais conhecida como MC Soffia, é uma rapper, cantora e compositora brasileira. É conhecida pelas letras de suas canções, que falam sobre distorções sociais graves, como preconceito, racismo, machismo e que incentivam outras garotas a se amarem do jeito que são. Começou a sua carreira aos seis anos, logo após participar do projeto “O Futuro do Hip Hop”. Hoje, com 15, gosta de produzir sons contestadores sobre paradigmas sociais. Para ela, nascida e criada na periferia de São Paulo (SP), o rap significa “música de força e resistência”.

A rapper já se apresentou em grandes eventos, como a Virada Cultural de São Paulo e o Festival Afro-Latinidades, em Brasília.  O trabalho da rapper paulistana foi reconhecido internacionalmente por contribuir para melhorar a vida das pessoas de todo o mundo. MC Soffia foi convidada a integrando um grupo de 52 jovens ativistas retratadas na publicação inglesa “Resisters: 52 Young Women Making Herstory Right Now”, da jornalista Lauren Sharkey, lançada em fevereiro de 2019.

Em agosto, durante o 47º Festival de Cinema de Gramado (RS), MC Soffia fez sua estreia no cinema, com o filme O Homem Cordial, dirigido por Iberê Carvalho, com Paulo Miklos e o rapper Thaíde no elenco. Nos próximos meses, a artista lançará seu primeiro EP, Soffisticada. O compacto, produzido de forma independente, é formado por cinco músicas inéditas, das quais, MC Soffia assina a letra e a música, sendo uma delas em parceria com o produtor Lucas Spike (Recayd Mob).

Tânia Seles

Sou formada em Artes Visuais, apaixonada por arte, música, livros e HQs. Editora dos sites Las Pretas e Sopa Alternativa.