Negro Leo conduz visita guiada à exposição Ex Africa, neste sábado (16/06), no CCBB

Negro Leo conduz visita guiada à exposição Ex Africa, neste sábado (16/06), no CCBB

São Paulo, junho de 2018 – O cantor, compositor e instrumentista Negro Leo, maranhense que reside em São Paulo, conduzirá o público em uma visita guiada exclusiva à exposição Ex Africa neste sábado, 16 de junho, a partir das 17hEm cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo, Ex Africa é a maior exposição de arte africana contemporânea já realizada no Brasil. A visita conduzida por Negro Leo é uma iniciativa do Programa Educativo CCBB e terá entrada gratuita.

Atividade é organizada pelo Programa Educativo CCBB e pode ser conferida gratuitamente pelos visitantes da mostra;   

Artista maranhense é uma das principais revelações da música independente brasileira, e tem recebido elogios da crítica nacional e internacional

Os participantes poderão conhecer a mostra sob a perspectiva de um novo olhar e descobrir diferentes possibilidades de relação com a arte. Com oito discos lançados, Negro Leo tem tocado em palcos prestigiados no mundo, como Cafe Oto, Counterflows Festival, Festival NRMAL, Virada Cultural Paulista, Festival Novas Frequências, entre outros.

Em 2015, sua canção “Você Não Vai Passar”, interpretada pela cantora Ava Rocha – com quem é casado – foi premiada na categoria novo Hit do prêmio Multishow de Música Brasileira. Seus discos têm recebido elogios de importantes veículos de mídia internacional, como The New York Times, Chicago Reader, The Wire, entre outros. O artista também é bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

SERVIÇO

Evento: Visita guiada à exposição Ex Africa com Negro Leo
Quando: Sábado, 16 de junho de 2018, a partir das 17h
Onde: Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo
Entrada gratuita
Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo
Rua Álvares Penteado, 112 – Centro. São Paulo-SP
(Acesso ao calçadão pela estação São Bento do Metrô)
(11) 3113-3651/3652 | Quarta a segunda, das 9h às 21h

Preta, feminista, da quebrada de São Paulo, fotógrafa. Escrevo com luz e me arrisco nas palavras. Nado pra não me afogar. Danço pra não enferrujar.