RAFIKI: aclamado filme queniano estreia nos cinemas brasileiros

O filme Rafiki estreia no próximo dia 8 de agosto nos cinemas brasileiros, após ter sido selecionado no Festival de Cannes em 2018.

Rafiki narra a história de duas garotas quenianas que se apaixonam e tem que enfrentar o preconceito da família e sociedade em que vivem. O filme foi dirigido pela cineasta queniana Wanuri Kahiu e é inspirado no conto intitulado Jambula Tree, da escritora ugandense Monica Arac de Nyeko.

Na sinopse:

Kena (Samantha Mugatsia) e Ziki (Sheila Munyiva) são grandes amigas e, embora suas famílias sejam rivais políticas, as duas continuaram juntas ao longo dos anos, apoiando uma a outra na batalha pela conquistas de seus sonhos. A relação de amizade transforma-se em um romance que passa a afetar a rotina da comunidade conservadora em que vivem. As jovens terão que escolher entre experienciar o amor que partilham, ou se distanciar em função de uma vida segura.

Leia também:
Em Supa Modo protagonista nos ensina a não desistir de nossos sonhos
Queen & Slim: veja o trailer do aguardado filme com Daniel Kaluuya

O filme foi proibido no seu país de origem, o Quênia, sob a acusação de estar infringindo as leis do país, onde a homossexualidade é considerada crime. O governo acusou o filme de tentar “promover o homossexualismo” e, além de proibir a exibição, também chegou a dizer que qualquer pessoa que tivesse uma cópia do filme poderia ser presa.

No entanto o filme foi sucesso no circuito internacional e se tornou o primeiro filme queniano a ser selecionado no Festival de Cannes, além de ter sido exibido em vários festivais de cinema pelo mundo. Aqui no Brasil ele foi destaque na Mostra de Cinemas Africanos e na Mostra Internacional de Cinema em São Paulo e no Festival do Rio.

Confira o trailer de Rafiki:

Tânia Seles

Sou formada em Artes Visuais, apaixonada por arte, música, livros e HQs. Editora dos sites Las Pretas e Sopa Alternativa.