beyonce

Playlist: Ouça Mulheres Negras

O objetivo do Las Pretas é divulgar o trabalho de artistas negros na cultura pop e discutir os temas que nos são caros dentro de obras culturais, como artes visuais, cinema e música. Dentro dessa proposta selecionamos cantoras negras que achamos interessantes e que são parada obrigatória para quem quer saber mais sobre a presença das mulheres negras na cultura pop atual. São artistas negras que você precisa conhecer e

Beychella Foto: Andrew White

Beyoncé é dona do festival Coachella, que de agora em diante se chamará Beychella. Afastada dos palcos desde o ano passado o seu retorno não poderia ter sido mais triunfal. No Coachella do ano passado Beyoncé cancelou a sua apresentação devido a sua gravidez de gêmeos e após o nascimento dos rebentos a cantora tirou um tempo para cuidar da família. Ela teve praticamente um ano para preparar a apresentação

Rihanna - Grammy 2018

Nesse domingo rolou em Nova York mais uma edição do Grammy a 60ª. E aqui vai uma lista dos destaques pra vocês: Quem levou a maior parte das prêmios foi o cantor Bruno Mars o destaque da noite, levou o álbum do ano com “24k of Magic”, canção por “That’s What I Like”, performance, música e álbum de R&B, além de gravação do ano, ou seja, encheu a prateleira da sala. Kendrik

Afrofuturismo nas Artes Visuais

As artes visuais são uma categoria onde o afrofuturismo ainda tem poucos artistas representantes, mas é possível encontrar trabalhos que são muito importantes para o afrofuturismo nas artes visuais. Artistas que usam a imaginação na busca de pensar identidades para o povo negro, sempre olhando para o passado e o presente, imaginando futuros possíveis e melhores. Laolu Senbanjo Laolu é artista visual e performer, cantor, compositor e músico se considera

ibeyi

O duo Ibeyi é formado pelas irmãs gêmeas Lisa-Kainde e Naomi Diaz, as irmãs são francesas, mas tem ascendência cubana por parte de seu pai Miguél Anga Diaz, que era percussionista e já integrou o Buena Vista Social Club, ele faleceu em 2006, aos 45 anos. O pai foi forte influência na vida musical das garotas, assim como o canto iorubá e a santería, que a dupla integrou em seu trabalho. As

Awol Erizku

Awol Erizku tem 28 anos, nasceu na Etiópia e atualmente mora em Nova Iorque. O fotógrafo fez uma série de retratos que são releituras de famosas obras de arte com modelos negros, apontado a falta de diversidade nas artes clássicas. Esse trabalho é de 2012, e foi exposto em Nova Iorque. Erizku teve suas fotos publicadas pela Vogue e The New Yorker. E além da fotografia trabalha com pintura, música e