Karol Conká

Novidades musicais

Do funk ao rock selecionamos as melhores novidades musicais lançadas nos últimos três meses no cenário nacional e internacional. Esses últimos três meses foram intensos com vários lançamentos que agitaram o cenário nacional e internacional, com novidades de artistas consagrados e que estavam um pouco sumidos, como Toni Braxton, dona do hit Unbreake My Heart e que volto como álbum Sex & Cigarettes, além de Sade, que lançou a música

Karol Conká Sabotage

A faixa “Cabeça de Nêgo” foi lançada no último dia 4 de abril.   Karol Conká se juntou a dupla Instituto (Rica Amabis e Tejo Damasceno) e ao Boss In Drama, que também produziu o novo álbum dela, para trabalhar na nova versão da música e lançar o single e o videoclipe gravado na favela do Boqueirão, na zona sul de São Paulo, onde Mauro Mateus dos Santos, o Sabotage, viveu durante

Rael, Rincon Sapiência e Karol Conká

2018 já pode ser considerado o ano do Rincon Sapiência, após o sucesso de seu primeiro álbum “Galanga Livre” e os hits “Ponta de Lança” e “Afro Rep”. O rapper começou o ano se apresentando no Festival Lollapalooza e lançando parcerias com vários artistas, entre eles o hit “Ginga” com a cantora IZA e Melanina com Drik Barbosa. Leia também: IZA lançou seu novo single Ginga, feat. Rincon Sapiência Veja

Afropunk , geração tombamento

Os movimentos de empoderamento estético negro estão acontecendo em diversos lugares e se inspirando uns nos outros. Três movimentos ganharam destaque e reconhecimento tornando-se de estrema relevância na construção das diversas identidades negras. Vamos falar sobre eles? Afropunk O Afropunk além de um movimento é um festival de três dias que surgiu no Brooklyn. Em 2003 foi lançado um documentário com o mesmo nome produzido pelo Matthew Morgan e dirigido por

Janelle Monáe

Quando falamos de Afrofuturismo na música o primeiro nome que vem em mente é o de Sun Ra, principal influência no surgimento do movimento nos anos 1960. Ao longo das décadas diversos artistas negros beberam e bebem da fonte do afrofuturismo, usando trajes futuristas e experimentando em suas composições musicais enquanto destacam o protagonismo negro e a ancestralidade. Sun Ra era o pseudônimo de Herman Poole Blount, nascido no Alabama, ele