Literatura

Com livro de contos inédito, Dany Wambire retorna ao Flipoços

Autor afirma que escreveu livro inédito como um presente ao festival literário  “Meu novo livro é um presente ao Flipoços, porque o festival mudou a minha vida”. Essa é a fala do jornalista e escritor moçambicano Dany Wambire, que retorna à 13ª edição do Festival Literário de Poços de Caldas, o Flipoços e lança o livro inédito “A mulher sobressalente”, pela Editora Malê. No dia 1º de maio às 16h30 ele participa da

Hibisco Roxo

Hibisco Roxo é o primeiro romance escrito pela Chimamanda, publicado em 2003. Meu livro favorito da autora, o que mais me impactou e me deixou reflexiva. Não é uma história feliz, mas quando terminei o livro fiquei agradecida. Ao mesmo tempo que Chimamanda conta a história com delicadeza ao tratar de temas muito pesados ela nos apresenta informações históricas sobre o seu país e constrói um cenário muito rico sobre

literatura afrofuturista

A literatura pode ser considerada o estopim do afrofuturismo. Saiba quem são os escritores que deram asas ao movimento da literatura afrofuturista. Dentro desse movimento os autores misturam elementos da ficção científica, o mundo fantástico, mitos e lendas, das diversas culturas africanas. Elementos religiosos, deuses e as diversas línguas estão inseridas dentro dessas histórias. Mas além da busca de referências na ancestralidade e a mistura da ciência com espiritualidade, essa

Afrofuturismo

Negros como protagonistas no passado, presente e futuro.   Afrofuturismo é o resgate da história dos negros na era pós diáspora Africana, o reposicionamento do negro dentro do imaginário cultural, um movimento estético que engloba música, cinema, literatura, moda, artes plásticas e também um movimento político de fortalecimento e resgate da identidade. A mistura do passado com o futuro, diversos aspectos das culturas africanas são inseridos no afrofuturismo. Em 1947,

viviane laprovita

Poetas encontram-se semanalmente em unidades do Sesc RJ com entrada gratuita e mediação de Yasmin Nigri. Durante todo o mês de outubro as poetas Viviane Laprovita e Angélica Freitas encontram-se semanalmente em unidades do Sesc no Rio de Janeiro (RJ) para discutir a literatura feita por mulheres. A entrada é gratuita e tem mediação de Yasmin Nigri. As sessões com as poetas são chamadas de “Expressões”, para que haja um

Mulheres de Cinzas

Mulheres de Cinzas é o primeiro livro da trilogia As Areias do Imperador do escritor moçambicano Mia Couto, ele narra os últimos dias do chamado estado de Gaza, o segundo maior império da África governado por um africano, Ngungunyane (Gungunnhane) foi o último imperador a governar toda a metade sul do território de Moçambique. Ele foi derrotado pelos portugueses em 1985 e deportado para os Açores, onde morreu em 1906.